• 3 de maio

Livro e filme O Lado Bom da Vida

No meu período de recuperação da cirurgia de correção de grau coincidiu justamente com o carnaval, e eu que não podia ficar exposta ao sol, nem tomar banho de mar e piscina ficava em casa curtindo uns filmes enquanto todos iam à praia, confesso que até gostei sabia? Nada melhor do que assistir filme após outro e um dos filmes que eu gostei muito desse recesso, foi O Lado Bom da Vida.

Livro e filme O Lado Bom da Vida

Dias depois que assisti fiquei sabendo que foi inspirado por um livro de Mattew Quick e fiquei muito triste pois eu gosto de ler o livro e depois assistir o filme, mas tudo bem, me aventurei na leitura, comprei o livro pelo Google Livros e baixei no tablet, primeira experiência em ler um livro digital, achei que não acharia legal sem poder molhar os dedos para passar a página, mas foi muito legal, ótimo para ler em viagens onde fica tudo escuro e o tablet lá iluminado e a leitura fluindo hehehe.

Eu preferi o filme, o que vou falar em uma redundância mas achei o filme mais direto, focou mais no romance, achei o livro mais cansativo, não tanto, mas sem falar muito no amor fofo da Jennifer com o gatão Bradley.

Livro e filme O Lado Bom da VidaA história é contada pelo Pat que passou uns dias no “lugar ruim” tentando se recuperar de algo que ele não lembrava, só lembrava que estava passando por um tempo de separação com a sua esposa Nikki e que ao sair desse “lugar ruim” ele queria porque queria encontrar seu grande amor, seu pai homem super grosso, não se davam muito bem, só se falavam quando o seu time de futebol preferido estivesse ganhando, coitada da sua mãe que tinha que aguentar tudo.

Livro e filme O Lado Bom da VidaPat sempre em buscar de encontrar a Nikki e vendo a dificuldade de isso acontecer, ele sempre procurava ver as coisas pelo lado bom e que um dia ele iria voltar para a vida de antes, nesse meio tempo ele encontra a Tiffany, uma viúva jovem e super amargurada por ter perdido seu amor tão cedo, os dois demoram um pouco a se entender e cada passa a se ajudar, a Tiffany pediu a ajuda do Pat para um concurso de dança e em troca levaria o Pat para a Nikki, mas aí se eles se encontraram só vocês lendo e assistindo o filme para ver rs.

Livro e filme O Lado Bom da VidaGostei mais do livro pelo desenrolar das coisas, foi mais objetivo, gostei da forma que a Tiffany ajudou o Pat e a forma que ele ajudou a ela também. Vale a pena ler e assistir o filme, eu quero assistir novamente e ler o livro outra vez.

Alguém aí assistiu ou leu O Lado Bom da Vida? O que acharam?

Para quem procura uma boa leitura, se joga!

Beijos e ótimo final de semana!

Nara Borges Nara Borges

Paraibana de nascença e natalense de coração. Sou formada em Publicidade e Propaganda e trabalho como Consultora de Beleza, ensinando as pessoas a cuidarem mais de si, se sentindo mais bonitas. Amo o mundo feminino, cosméticos, maquiagens e moda. Tenho esse espaço para registrar as minhas dicas e servir como referência para novas compras e aquisições.

Comentários

  1. Garota Veneno 03/05/2013 at 13:29

    Estou louca para ver o filme! Até porque rendeu um oscar para a Laurence neh?

    Beijinhos, beijinhos!
    Tamiris Bockmann!

  2. Erica Hartman 14/05/2013 at 10:53

    Tô louca pra ler este livro e eu prefiro ler antes de ver o filme, coisas de gente perfeccionista e metódica, rs… Adorei a dica! Beijos.

  3. Priscila 14/05/2013 at 22:04

    Esse filme tem uma história muito fofa! Adorei quando vi. Não sabia que tinha livro =)

    Bjos!

  4. Aline 19/05/2013 at 2:38

    Li o livro em um dia, gostei bastante e tive a curiosidade de ir ver o filme, achei que o mesmo pecou em relação às maneiras que: Tiffany conta qual foi o seu problema ( no caso, o motivo da demissão- achei bonitinha a carta que ela fez e dava mais um sentimentalismo para a historia, já a maneira que ela contou naquela lanchonete foi meio ‘agressiva’) e pelo fato de Pat lembrar o que aconteceu para ele ir para o ‘lugar ruim’, acho que fica sem sentido ele ter tanta força de vontade para reconquistar a ex sabendo do que ela fez. Sem falar na dança contra depressão, quando eu estava lendo o livro vi aquela cena de uma forma classica, quase me emocionei só imaginando- kkk, até por que a musica ‘total eclipse of the heart’ é PERFEITA para eles,até agora me pergunto por que optaram para ser cômico ao invés de mostrar a perfeição que tiffany tanto presava no livro.

    • Nara Borges Nara Borges 19/05/2013 at 20:21

      Isso mesmo Aline adorei o que falou, o Filme Pecou Mesmo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por AndressaQuadro.com